Voltar

NOTÍCIAS

26.10.2021 - Editado em 28.10.2021 - Compartilhar:
Hcor e Ministério da Saúde realizam live para iniciar Curso de Gestão de Programas de Residências em Saúde

Começa em 4 de novembro o Curso de Gestão de Programas de Residências em Saúde, uma iniciativa do projeto Processos Formativos desenvolvido pelo Hcor no triênio 2021-2023, por meio do PROADI-SUS, em parceria com o Departamento de Gestão do Trabalho em Saúde (DEGTS/SGTES), do Ministério da Saúde (MS). Para marcar o início da capacitação, será realizada uma live no dia 4 de novembro com a presença de representantes do hospital, MS, Comissão Nacional de Residência Médica, Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS) e Conselho Nacional de Saúde (CONASS). 

O curso faz parte das estratégias de valorização Ensino-Assistencial e ação do eixo Ofertas Educacionais no âmbito do Plano Nacional de Fortalecimento das Residências em Saúde, cuja elaboração, em 2021, contou com o apoio do PROADI-SUS. O tema também será abordado durante o evento.

A primeira hora será aberta ao público, com transmissão pelo YouTube do PROADI-SUS, e a continuidade será exclusiva aos alunos. Confira a programação na arte a seguir:


Sobre a capacitação

De acordo com Stefanie Dechen, especialista de projetos no Instituto de Ensino do HCor e líder da iniciativa, o curso Gestão de Programas de Residências em Saúde tem como público-alvo preceptores que estejam no exercício da coordenação das Comissões de Residência Médica (COREME) ou Comissões de Residência Multiprofissional em Saúde (COREMU), e tem ênfase na construção e aperfeiçoamento de projetos pedagógicos, orientados por competência, e na gestão, monitoramento e avaliação dos programas.

“O participante terá a oportunidade de aplicar os conhecimentos adquiridos na sua prática profissional a partir da identificação de potencialidades e fragilidades no desenvolvimento dos programas vinculados às COREME ou COREMU. Isso ocorrerá de forma sistematizada em um Plano de Intervenção direcionado à melhoria dos programas de residência em saúde com os quais está envolvido”, afirma.

Com duração de seis meses e carga horária de 120h, a formação será dividida em unidades temáticas e organizada em três eixos teóricos e um prático, sendo:

  • Eixo Teórico 1 - Gestão de Programas de Residências: aborda aspectos da legislação das residências; integração ensino, serviço e comunidade; modelos e instâncias de gestão dos programas de residências médicas e em área profissional da saúde; projetos pedagógicos orientados por competência e Atividades Profissionais Confiáveis (EPAS) e; os fundamentos e a operacionalização da educação permanente e interprofissional.
  • Eixo Teórico 2 - Organização e implementação dos Programas de Residências: metodologias e estratégias de  ensino-aprendizagem; pressupostos do sequenciamento de cenários de práticas (itinerário formativo dos residentes); qualidade e segurança nas práticas desenvolvidas pelos residentes; seleção e formação de preceptores, tutores e supervisores;  condução do processo de seleção e acolhimento aos residentes; estratégias de promoção de qualidade de vida do residente; e manejo de conflitos, a partir da educação permanente como dispositivo de gestão.
  • Eixo Teórico 3 - Monitoramento e Avaliação dos programas de residências: foco em processos de avaliação de desempenho clínico dos residentes e do desenvolvimento dos programas; identificação e reflexão sobre fatores relevantes para a sustentabilidade dos programas de residência.
  • Eixo Prático - Construção e implementação do Plano de Intervenção: será transversal a todo o curso, com foco nos processos de melhoria voltados à qualificação das residências em Saúde. 
Hcor e Ministério da Saúde realizam live para iniciar Curso de Gestão de Programas de Residências em Saúde
Processando