Curso EaD para Capacitação em sangue, tecidos e células para inspetores de vigilância sanitária
Hospital Sírio-Libanês

Curso EaD para Capacitação em sangue, tecidos e células para inspetores de vigilância sanitária
EAD ANVISA
2018-2020

Hospital Sírio-Libanês
Resumo
O Sistema Nacional de Vigilância Sanitária (SNVS) atua na prevenção, diminuição e eliminação de potenciais riscos no que diz respeito a prestadores de serviços que direta e indiretamente interferem na saúde da população brasileira.
Cabe à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) a coordenação desse sistema em nível federal, de forma a assegurar que as práticas assistenciais considerem a segurança dos doadores e pacientes, e que todo o processo de produção sigam critérios. Busca-se assim minimizar riscos e contribuir para a qualidade e segurança necessárias na área. Considerando a necessidade de formação de fiscais em saúde com conhecimento adequado para o exercício de suas profissões, o fato de que estes profissionais atuam nos 27 estados brasileiros e nas mais diversas cidades, e a existência de rotatividade na função, o ensino a distância, ofertado em rede - constantemente e com acesso contínuo -  o projeto oferece auxílio à formação contínua de profissionais atuantes na inspeção dos serviços de hemoterapia e bancos de células e tecidos.

O projeto visa a formação constante daqueles que atuam na fiscalização de atividades relacionadas a sangue, tecidos e células, para uso terapêutico, especialmente no sentido de ampliar a disseminação de boas práticas para a totalidade dos estabelecimentos no Brasil.
Na construção do curso, o projeto conta com uma equipe executora composta por docentes especialistas, do Hospital Sírio-Libanês e outras instituições parceiras. Atuam também uma equipe de profissionais com expertise em elaboração de cursos à distância.
A capacitação conta com um curso auto instrucional composto de um primeiro módulo básico e obrigatório, além de outros cinco módulos com temas complementares à serem percorridos pelos alunos, de acordo com sua área de atuação.
A iniciativa soma esforços de profissionais que atuam diariamente em unidades como banco de sangue e banco de tecidos, bem como daqueles que atuam na profissão de coordenação e vigilantes. Juntos, estes profissionais puderam elaborar os materiais educacionais com a visão de ambos os lados. O que preza a legislação e como está preparado o profissional que atua em campo? Quais as lacunas de conhecimentos e quais as melhores formas de sanar isso? Sob a revisão técnica da ANVISA – Gerência de Sangue, Tecidos, Células e Órgãos, o material escrito para os seis cursos foi escrito em sua primeira versão. Aulas foram gravadas, material textual ganhou interatividade e matériais complementares, desenvolvidos por competentes instituições, foram compilados para serem ofertados aos alunos no ambiente virtual de aprendizagem.


Introdução
O Sistema Nacional de Vigilância Sanitária(SNVS) integra ações executadas pelos órgãos e instituições públicas da administração direta e indireta da União,DF,estados e municípios na prevenção,diminuição e eliminação de potenciais riscos à saúde relacionados à prestação de serviços e produção de bens de consumo que diretamente e indiretamente interferem na saúde da população.Destacam-se os provenientes do sangue,tecidos e células para uso terapêutico,cabendo à ANVISA a coordenação desse sistema em nível federal,assegurando que autoridades responsáveis garantam que práticas assistenciais considerem a segurança dos doadores e pacientes e que o processo de produção dos produtos sanguíneos, tecidos e células sigam critérios de forma a minimizar riscos e contribuir para a qualidade e segurança necessárias para sua utilização.
A complexidade e a natureza dos Serviços de Hemoterapia (SH)e dos Bancos de Células e Tecidos, demandam cada vez mais a incorporação de novas tecnologias e práticas orientadas pela qualidade e segurança, considerando a prevenção de riscos e vigilância constante.
Ainda que se tenham desprendido esforços, há a ocorrência de erros nos estabelecimentos de sangue, tecidos e células, dos eventos adversos, das falhas nas barreiras de controle. Em relação aos  Serviços de Hemoterapia mapeamento do risco sanitário realizado pela Gerência de Sangue,Tecidos,Células e Órgãos com as Vigilâncias Sanitárias locais, em 2015, revelou resultados positivos, com redução dos serviços classificados como médio-alto e alto risco em análise, comparada aos anos anteriores. Ou seja, a ação regulatória e fiscalizatória obteve importantes resultados demonstrando que há muito para fazer principalmente no sentido de ampliar a fiscalização e disseminação de boas práticas para a totalidade dos estabelecimentos no Brasil.Nesse sentido, a contínua formação e atualização de agentes fiscalizadores, considerando as boas práticas, é determinante para o alcance dos resultados esperados.


Métodos

O programa de capacitação prevê um curso auto instrucional composto de um primeiro módulo básico e obrigatório, além de outros 5 módulos, com temas complementares, à serem percorridos pelos alunos, de acordo com sua área de atuação. Durante a execução do projeto um do módulos foi excluído pois as portarias estão em revisão

Os módulos tem em média 40 horas de capacitação, e espera-se que o aluno curse pelo menos um capítulo por semana.A somatória da carga horária contempla a leitura de textos, vídeos aulas,  exercícios de fixação disponibilizados em diferentes objetos educacionais, além da realização da avaliação de aprendizagem.

O programa foi desenvolvido com a seguinte divisão:

MÓDULO BÁSICO: Curso básico de Boas Práticas de Inspeção em estabelecimentos de Sangue, Tecidos e Células e Sistema de Gestão da Qualidade.

MÓDULO COMPLEMENTAR 1: Curso Básico de Boas Práticas no Ciclo do Sangue.

MÓDULO COMPLEMENTAR 2: Curso Básico de Boas Práticas em Células e Tecidos Germinativos.

MÓDULO COMPLEMENTAR 3: Curso Básico de Boas Práticas em Células Progenitoras Hematopoéticas .

MÓDULO COMPLEMENTAR 4: Curso Básico de Boas Práticas em Tecidos.

MÓDULO COMPLEMENTAR 5: Curso Básico de Boas Práticas em Produtos de Terapias Avançadas. Embora fizesse parte da entrega do projeto, foi suspenso pela área técnica da ANVISA devido á revisão da legislação.

O material do curso foi desenvolvido pelo Hospital Sírio Libanês e será disponibilizado na plataforma da  Escola Nacional de Administração Pública do Governo (ENAP) que será responsável por abrigar o material  de ensino a distância, bem como o controle de acesso e emissão e certificado aos alunos participantes. Há neste momento, a perspectiva de inserção na nova plataforma da ANVISA. Todos os módulos srão disponibilizados em arquivo digital para a ANVISA.As ações de divulgação e incentivo à participação nos treinamentos será uma atividade coordenada pela ANVISA, utilizando material de apoio desenvolvido pelo projeto.



Resultados
Foram realizadas as seguintes entregas para a ANVISA:
  1. Módulo Básico - Boas Práticas de Inspeção e Sistemas de Gestão de Qualidade: inserido na  plataforma da ENAP e  os arquivos diponibilizados para a ANVISA 
  2. MÓDULO 1: Boas Práticas do Ciclo de Sangue- inserido na  plataforma da ENAP e  os arquivos diponibilizados para a ANVISA 
  3. MÓDULO 2: Boas Práticas de Células Germinativas e Embriões  Humanos para uso Terapêutico – nserido na  plataforma da ENAP e  os arquivos diponibilizados para a ANVISA
  4. MÓDULO 3: Boas Práticas de Células Progenitoras e Hematopoética:nserido na  plataforma da ENAP e  os arquivos diponibilizados para a ANVISA
  5. MÓDULO 4: Boas Práticas de Tecidos –nserido na  plataforma da ENAP e  os arquivos diponibilizados para a ANVISA
Destacamos que os arquivos disponibilizados para a ANVISA permitem alterações conforme necessidade da equipe técnica da ANVISA.


Liderança

Rodrigo Wilson de Souza – Gerente de Projetos no Hospital Sírio Libanês, São Paulo/SP - https://br.linkedin.com/in/rodrigo-wilson-de-souza-0a36b4191

Luiz Fernando Lima Reis - Diretor de Ensino e Pesquisa no Hospital Sírio-Libanês, São Paulo/SP - 
http://lattes.cnpq.br/8296739883987900

Vânia Bezerra - Superintendente de Responsabilidade Social no Hospital Sírio Libanês, São Paulo/SP - https://br.linkedin.com/in/v%C3%A2nia-bezerra-222a4920



Equipe

Candida Rosa Alves - Coordenadora de Projetos no Hospital Sírio-Libanês, São Paulo/SP - https://br.linkedin.com/in/candida-rosa-alves-40190a104

Deusa Jaci Nilena Silva - Assistente Administrativo no Hospital Sírio Libanês, São Paulo/SP - https://br.linkedin.com/in/deusa-silva-11a489bb

Joyce Carolina Rocha Barbosa - Assistente Administrativo PL no Hospital Sírio Libanês, São Paulo/SP 

Joyce de Menezes Santos Ferreira Lima - Assistente de Eventos no Hospital Sírio Libanês, São Paulo/SP - https://br.linkedin.com/in/joyce-menezes-50704a181

Paulo César de Souza – Assessoria de Design no Hospital Sírio-Libanês, São Paulo/SP 

Patricia Alves - Assessoria de Design no Hospital Sírio-Libanês, São Paulo/SP 



Colaboração

Dr Alfredo Mendrone Junior – Hospital Sírio Libanês, http://lattes.cnpq.br/6550597122180588

André Oliveira Paggiaro

Fernanda Guttilla Gonçalves Nieto

Isaura Cristina Del Miranda

Moacir Netto Ladeira

Mônica Aparecida Fernandes Grau

Roberta Maria Fachini

Silvano Wendel Neto



Área Técnica

João Batista da Silva Junior – ANVISA, https://www.linkedin.com/in/jo%C3%A3o-batista-silva-j%C3%BAnior-b5765177/?originalSubdomain=br

Andréia Viana Pires – ANVISA – Brasília, DF

Rita Martins - – ANVISA – Brasília, DF

Gerência de Sangue, Tecidos, Células e Órgãos

Agência Nacional de Vigilância em Saúde - ANVISA

INDICADORES

CONHEÇA OUTROS PROJETOS
Processando