Reconstrução mamária de pacientes após câncer de mama
Hospital Sírio-Libanês

Reconstrução mamária de pacientes após câncer de mama
Reconstrução mamária
2018-2020

Reconstrução mamária de pacientes após câncer de mama
Resumo
A reconstrução tardia da mama, após uma cirurgia para remoção do tumor com retirada completa ou parcial da (s) mama (s) é, rotineiramente, possível e os processos de reparação tem proporcionado resultados excelentes. A redução de deficiências funcionais, o estímulo para autoestima e a melhoria da qualidade de vida dos pacientes para suas rotinas e convívio social são os principais objetivos deste procedimento.
A Lei (12.802), coloca para o SUS a realização da cirurgia de reconstrução mamária logo após a retirada do tumor e, todo paciente com câncer mamário cuja mama foi retirada, total ou parcialmente, em decorrência do tratamento tem o direito de realizar cirurgia plástica reparadora logo em seguida. Na impossibilidade de uma cirurgia imediata, o paciente será acompanhado e passará pelo procedimento assim que as condições clínicas permitirem.

Este projeto tem como finalidade reconstruir a (s) mama (s) de 115 pacientes com câncer de mama em fila de espera para reconstrução.

Esses procedimentos são oferecidos aos pacientes do SUS, que já se encontram cadastrados no Projeto Câncer de Mama do Ambulatório do Hospital Sírio-Libanês seguindo os regramentos do PROADI-SUS.

Introdução
A reconstrução tardia da mama, após uma cirurgia para remoção do tumor com retirada completa ou parcial da (s) mama (s) é, rotineiramente, possível e os processos de reparação tem proporcionado resultados excelentes. A redução de deficiências funcionais, o estimulo para autoestima e a melhoria da qualidade de vida dos pacientes para suas rotinas e convívio social são os principais objetivos deste procedimento.

Métodos

Neste projeto são atendidos pacientes, mulheres e/ou homens, que já participam do projeto de câncer de mama estabelecido junto ao PROADI-SUS nos triênios anteriores e oriundos do Sistema Integrado de Gestão Administrativa (SIGA) e que necessitem de cirurgia reconstrutora.

No ambulatório de Responsabilidade Social do Hospital Sírio Libanês os pacientes são atendidos por médicos especialistas. As cirurgias são realizadas nas dependências do Hospital Sírio-Libanês seguindo as técnicas mais utilizadas para recuperar uma aparência mais próxima da anatomia, conforme condições apresentadas e, são executadas por profissionais do corpo clínico institucional (Cirurgiões Plásticos e Serviço de Anestesia). Após a cirurgia os pacientes recebem os cuidados necessários pós-operatórios e, posteriormente, orientações de apoio para sua recuperação física e emocional.

Por ocasião da alta cirúrgica e ambulatorial os pacientes serão encaminhados para os serviços de referência com relatórios pormenorizados sobre o tratamento dispensado.



Resultados
O Projeto foi iniciado em outubro de 2018 e já realizou mais de 150 consultas (multiprofissional e médica), além de já ter realizado 15 cirurgias de reconstrução mamária até o mês de maio de 2019.

Colaboração


Liderança
Adriana Lara - Patrocinadora 

Equipe

Elizabete Martini Akamine – Hospital Sírio Libanês

Felipe Eduardo Martins de Andrade – Hospital Sírio Libanês – http://lattes.cnpq.br/4801143694177425

Alexandre Piassi Passos – Hospital Sírio Libanês – http://lattes.cnpq.br/1659156185326866

Área Técnica
Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo

Secretaria de Atenção à Saúde (SAS)

Ministério da Saúde

INDICADORES

CONHEÇA OUTROS PROJETOS
Processando