Fortalecimento da Política Nacional de Atenção Básica através da qualificação dos programas de residência multiprofissional
Hospital do Coração

Fortalecimento da Política Nacional de Atenção Básica através da qualificação dos programas de residência multiprofissional
Qualificação Residência Multiprofissional
2018-2020

Fortalecimento da Política Nacional de Atenção Básica através da qualificação dos programas de residência multiprofissional
Resumo
As Residências Multiprofissionais em Saúde são orientadas pelos princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS), a partir das necessidades e realidades locais e regionais, e abrangem diversas profissões da área da saúde. Trata-se de uma cooperação entre os Ministérios da Saúde e da Educação concebida para favorecer a inserção qualificada de profissionais da saúde no SUS, tendo como objetivo a educação voltada para a transformação da realidade.

Apesar da expansão dos programas, permanece no país a existência de vazios assistenciais ocasionado, entre outros motivos, por vagas não disponibilizadas devido a dificuldades enfrentadas pelas instituições proponentes de programas, desde a construção de projetos pedagógicos até a estruturação do programa.

Este projeto pretende apoiar o Ministério da Saúde no mapeamento da situação dos Programas Residência Multiprofissional, identificando os nós críticos que dificultam a expansão e o alcance das metas, e ofertando apoio pedagógico aos programas que tiverem esta necessidade identificada.

Quatro macroações serão desenvolvidas neste projeto:

1) Mapeamento dos Programas de Residências em Área Profissional da Saúde no país.

2) Apoio pedagógico às instituições proponentes dos Programas de Residência, por meio de Ambiente Virtual de Apoio Pedagógico e Educação Permanente – AVAEP.

3) Construção de uma rede de apoio entre os programas das diferentes regiões do país, por meio de AVAEP, um espaço de compartilhamento de vivências.

4) Elaboração do Manual de Apoio às Instituições Proponentes de Novos Programas de Residência em Área Profissional da Saúde.

Projeto aprovado em dezembro de 2018, e envolve o Ministério da Saúde e o Ministério da Educação. Espera-se como resultado deste projeto impactar os os programas de Residência Multiprofissionais em Saúde, com bolsas financiadas pelo Ministério da Saúde, tornando-os qualificados, munidos de processos, estratégias e ferramentas pedagógicas; com potencial para expansão ou aumento e otimização de vagas; e articulados ente si e a Rede de Atenção à Saúde nas diferentes regiões do país.


Introdução
As Residências Multiprofissionais em Saúde são orientadas pelos princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS), a partir das necessidades e realidades locais e regionais, e abrangem diversas profissões da área da saúde. Trata-se de uma cooperação entre os Ministérios da Saúde e da Educação concebida para favorecer a inserção qualificada de profissionais da saúde no SUS, tendo como objetivo a educação voltada para a transformação da realidade. Esta estratégia de formação reconhece o mundo do trabalho como espaço produtor de saberes, pelo desenvolvimento de melhores práticas e pela formação de profissionais no contexto real dos serviços de saúde, o que potencializa a aprendizagem e acelera o desenvolvimento de competência profissional. Além disto, esta estratégia aproxima a produção de novos conhecimentos e a formação de profissionais às necessidades de saúde das pessoas e de organização do sistema de saúde.

Apesar da expansão dos programas, permanece no país a existência de vazios assistenciais ocasionado, entre outros motivos, por vagas não disponibilizadas devido a dificuldades enfrentadas pelas instituições proponentes de programas, desde a construção de projetos pedagógicos até a estruturação do programa. O fortalecimento do SUS, por meio da formação de profissionais na modalidade residência, é o principal compromisso social deste projeto. Esse compromisso está orientado na construção de uma consciência crítica dos trabalhadores do SUS em relação à necessidade de melhoria das práticas de saúde, no que se refere à organização do sistema de saúde para o enfrentamento da complexidade do quadro epidemiológico, socioeconômico e cultural da população brasileira.

Este projeto pretende apoiar o Ministério da Saúde no mapeamento da situação dos Programas Residência Multiprofissional, identificando as dificuldades na expansão e no alcance das metas, e ofertando apoio pedagógico aos programas que tiverem esta necessidade identificada.


Métodos

Quatro macroações serão desenvolvidas neste projeto:

1) Mapeamento dos Programas de Residências em Área Profissional da Saúde no país:

- avaliação normativa dos projetos pedagógicos dos programas, utilizando o referencial de currículo de Sacristán e as diretrizes do Ministério da Educação;

- construção e aplicação de um instrumento, a fim de identificar os macroproblemas enfrentados pelas instituições proponentes de programas;

- realização de grupo focal e visita técnica para uma amostragem dos programas cuja avaliação foi satisfatória e para uma amostragem para os que precisam melhorar/insatisfatórios. A técnica do “grupo focal” tem o potencial de captar a visão do processo na perspectiva dos diferentes atores que mais diretamente acompanham o programa de residência.

2) Apoio pedagógico efetivo e resolutivo às instituições proponentes dos Programas de Residência. Serão utilizadas duas estratégias:

- Consultoria realizada por especialista com expertise na temática “residência em área profissional da saúde”, por meio de Ambiente Virtual de Apoio Pedagógico e Educação Permanente – AVAEP, onde serão disponibilizadas tecnologias com potencial para um apoio resolutivo como bibliografias, vídeos, fóruns, entre outros.

- Videoconferências com os especialistas segundo dimensões do currículo em processo (planejado, desenvolvido e avaliado) para os programas com necessidades singulares afins.

3) Promoção da interlocução dos Programas de Residência com a Rede de Atenção a Saúde e entre eles, por meio de AVAEP, um espaço de compartilhamento de vivências, visando a construção de uma rede de apoio e matriciamento entre os programas das diferentes regiões do país.

4) Elaboração do Manual de Apoio às Instituições Proponentes de Novos Programas de Residência em Área Profissional da Saúde. O Manual fará um convite para adesão à Política de Formação Pós-Graduada, modalidade residência, e orientará o passo a passo do processo de implantação.


Resultados

Projeto aprovado em dezembro de 2018, e envolve o Ministério da Saúde e o Ministério da Educação. Espera-se como resultado deste projeto impactar os os programas de Residência Multiprofissionais em Saúde, com bolsas financiadas pelo Ministério da Saúde, tornando-os qualificados, munidos de processos, estratégias e ferramentas pedagógicas; com potencial para expansão ou aumento e otimização de vagas; e articulados ente si e a Rede de Atenção à Saúde nas diferentes regiões do país.

Em médio prazo, se pretende disseminar as metodologias ativas como uma ferramenta de educação que possibilita a ampliação das capacidades dos residentes de negociação, busca por evidências científicas, além do desenvolvimento dos raciocínios clínico-epidemiológico, crítico-reflexivo e estratégico-situacional, aplicado às situações-problema do cotidiano de trabalho e da formação em saúde.

Em longo prazo, espera-se contribuir com mudança na formação de profissionais de saúde, na cultura das organizações de saúde, principalmente quanto à relevância de ordenar a formação de profissionais de saúde, orientada às necessidades do Sistema Único de Saúde, que busca promover a ênfase na promoção, preservação e recuperação da saúde, com a consideração de questões subjetivas e histórico-sociais, numa perspectiva interdisciplinar, que atenda às necessidades de saúde das pessoas e da população, em suas singularidades, considerando o perfil epidemiológico e o modo de viver a vida das pessoas e da comunidade.


Liderança
Bernadete Weber - Associação Beneficente Síria - Hospital do Coração - HCor, São Paulo, SP, http://lattes.cnpq.br/0961819677749530

Equipe

Cynthia Helena Merlin - Associação Beneficente Síria - Hospital do Coração - HCor, São Paulo, SP,  http://lattes.cnpq.br/7659040257112544


Flávia Saraiva Leão Fernandes - Associação Beneficente Síria - Hospital do Coração - HCor, São Paulo, SP, http://lattes.cnpq.br/4532319203997720

Colaboração

Consultoria pedagógica:

Marilda Siriani de Oliveira - Associação Beneficente Síria - Hospital do Coração - HCor, São Paulo, SP, http://lattes.cnpq.br/9577302545049118



Área Técnica
Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde / Ministério da Saúde (SGTES/MS)

INDICADORES

CONHEÇA OUTROS PROJETOS
Processando