Aplicação da telemedicina na capacitação e no apoio diagnóstico e terapêutico nas emergências.
Hospital Israelita Albert Einstein

Aplicação da telemedicina na capacitação e no apoio diagnóstico e terapêutico nas emergências.
Telemedicina
2018-2020

Hospital Israelita Albert Einstein
Resumo
O projeto utilizou a telemedicina no apoio diagnóstico e terapêutico ao paciente em estado grave. A telemedicina oferece suporte diagnóstico de forma remota, permitindo a assistência ao paciente, por meio da interpretação de exames e a emissão de diagnóstico médico especializado à distância, contando com o apoio das tecnologias da informação e comunicação. Ela também possibilita a educação permanente dos profissionais envolvidos, além de pesquisas e avaliações. Nesta proposta adicionalmente a capacitação de profissionais da equipe multidisciplinar foi possível, por meio do compartilhamento dos conhecimentos especializados para serviços públicos de grandes municípios. O aprimoramento das áreas de urgência, emergência e terapia intensiva busca suprir a falta de profissionais qualificados e trazer soluções para a grande variabilidade nos processos assistenciais de hospitais brasileiros.
A qualificação de profissionais está entre as necessidades do Sistema Único de Saúde (SUS), sendo que um dos resultados esperados dessa ação é a otimização dos recursos hospitalares e, consequentemente, a redução do tempo de tratamento na unidade de emergência. Nesse cenário, como resultados específicos tivemos a implantação de protocolos, a diminuição das taxas de mortalidade e a redução do número de transferências desnecessárias.
Foi delineado para prestar atendimento para 80 hospitais indicados pelo Ministério da Saúde (MS), provendo capacitação da equipe multiprofissional entre os participantes, por meio de módulos de e-learning e do recurso da telemedicina, com foco nos principais e mais graves estados de saúde como Acidente Vascular Encefálico (AVC), Infecção Generalizada, Síndrome Coronariana Aguda (SCA) e Trauma. O projeto promoveu ainda a elaboração e o compartilhamento de protocolos assistenciais, em repostas às demandas das teleconsultorias. Esta iniciativa foi descontinuada em 30 de junho de 2018.
Estão envolvidos no projeto o SUS 15 hospitais participantes, pacientes com agravos na saúde, médicos e demais profissionais de saúde das instituições envolvidas, além do Hospital Israelita Albert Einstein.


Introdução


Métodos


Resultados


Liderança


Equipe


Colaboração


Área Técnica


CONHEÇA OUTROS PROJETOS
Processando