Utilização de técnicas avançadas de análise de dados (Big Data) e inovação para apoio ao planejamento e desenvolvimento de políticas em saúde
PROADI SUS

Utilização de técnicas avançadas de análise de dados (Big Data) e inovação para apoio ao planejamento e desenvolvimento de políticas em saúde
Big Data
2018-2020

Resumo
Há um vasto potencial de valor representado por meio de dados relacionados a diversas atividades diárias na área da saúde. Esse potencial é ainda maior quando tais dados estão integrados a outros setores. Entretanto, as ferramentas analíticas tradicionais são limitadas para essa integração, o que motivou este projeto, que propõe a implementação da estrutura básica de métodos, sistemas e aplicações, representação, armazenamento e análises avançadas de dados. A proposta envolve a elaboração, implementação e aplicação de ferramentas avançadas de inteligência artificial para análise de dados (Big Data e Analytics) e planejamento de um modelo de inovação, a fim de colaborar efetivamente com a gestão da saúde pública e privada. O termo Big Data refere-se à utilização de grande volume de dados de elevada complexidade, aparentemente não-correlacionados, a serem tratados com técnicas avançadas.
Este projeto tem o propósito contribuir no estabelecimento de uma cultura de gestão baseada em dados, integração de informações multissetoriais e inteligência artificial, visando apoiar o planejamento e guiar intervenções, em busca da melhoria do sistema de saúde.  A geração de proficiência na utilização de bases de dados faz parte da proposta, para direcionar tomadas de decisões ligadas a financiamento e coordenação de serviços de saúde. Na prática, espera-se acumular experiências para desenvolver e testar soluções, além de ampliar a capacidade de extração e análise de dados alinhados com a Estratégia e-Saúde.
Maximizar o potencial do uso de big data e inovação em saúde para o SUS é a grande missão desse projeto. Entre seus objetivos específicos estão previstos: a criação de uma plataforma de big data em saúde, com sistemas de acesso a seus serviços, em escala nacional integrada ao digiSUS Gestor; o desenvolvimento da modelagem conceitual de dados e de modelos preditivos em temas específicos. Também faz parte do objetivo a validação do modelo proposto e implementação de estratégias de melhoria de qualidade operacional, além do teste de uma tecnologia de alto desempenho em big data e do uso de soluções avançadas de privacidade e segurança da informação. Para isso, será criado o Laboratório de Inovação do SUS e desenvolvidas ações de disseminação de big data e inovação em saúde.
A metodologia proposta envolve a organização de equipes para o ciclo de geração de conhecimento e soluções digitais e para as análises preditivas, gerando ganhos de agilidade, flexibilidade e redução de interfaces no fluxo de dados e nos processos de geração de soluções.
Com a coordenação e execução pelo Hospital Israelita Albert Einstein, este projeto envolve as áreas administrativa, da saúde e de tecnologia da informação do Ministério da Saúde, profissionais do SUS - como áreas técnicas, gestores, médicos, assistentes e equipe multiprofissional -, além de pacientes e pesquisadores.


Introdução


Métodos


Resultados


Liderança


Equipe


Colaboração


Área Técnica


INDICADORES

26
Profissionais envolvidos
com pesquisa
10
Profissionais envolvidos
com projetos de gestão
CONHEÇA OUTROS PROJETOS
Processando