Avaliação de disfunção microcirculatória a partir de biomarcadores metabólicos séricos em pacientes com diabetes mellitus
Hospital do Coração

Avaliação de disfunção microcirculatória a partir de biomarcadores metabólicos séricos em pacientes com diabetes mellitus
ENDOCRINE
2018-2020

Avaliação de disfunção microcirculatória a partir de biomarcadores metabólicos séricos em pacientes com diabetes mellitus
Resumo
O diabetes é uma doença de alta mortalidade em todo o mundo. Estima-se que cerca de 212 milhões de pessoas não possuem diagnóstico, ou seja, não sabem que possuem esta doença. Portanto, estes indvíduos permanecem por muitos anos com níveis sanguíneos elevados de glicose o que os predispõem ao desenvolvimento de várias complicações dessa doença. A hiperglicemia é a principal causa de doenças nos vasos saguíneos. Dessa forma, o diabetes é uma doença que pode permanecer por muitos anos desapercebido e se apresentar tardiamente, com complicações como cegueira, doença renal, infarto do miocárdio, acidente vascular cerebral ou até mesmo morte.

De acordo com o atlas do diabetes (8ª edição), a prevalência global de diabetes é estimada em 425 milhões de adultos (9%), que deverá aumentar para 642 milhões nos próximos 25 anos. O número de brasileiros diagnosticados com diabetes cresceu 61,8% nos últimos 10 anos, passando de 5,5% da população em 2006 para 8,9% em 2016. Além disso, em todo o mundo, cerca de 212 milhões (50%) de diabéticos permanecem sem diagnóstico, predispondo-os ao desenvolvimento de várias complicações em longo prazo da hiperglicemia crônica não tratada.

Neste sentido, este projeto visa determinar o valor prognóstico de biomarcadores do metabolismo tecidual de retinopatia diabética estável e de pacientes com infarto do miocárdio numa coorte, nacional de 300 pacientes. Delineando a relação destes metabólitos com a evolução das doenças (retinopatia diabética e infarto) com o objetivo de construir um marcador de risco que possa ser usado de forma isolada ou combinado às características clínicas dos pacientes auxiliando na implementação de novas intervenções terapêuticas neste grupo específico de pacientes.

Trata-se de um estudo observacional numa coorte nacional de 250 pacientes diabéticos elegíveis, entre estes, 100 pacientes diabéticos com infarto agudo do miocárdio e 150 diabéticos com retinopatia. Como controle, haverá um grupo de 50 participantes saudáveis. Todos realizarão exames de sangue além de outros exames e terão acompanhamento previsto de seis meses.  O desfecho principal do estudo será analise da progressão da doença microvascular retiniana e cardíaca com os níveis de biomarcadores no sangue e urina destes indivíduos.

O estudo iniciou em 2018 e será concluído no final de 2020. Os principais envolvidos são médicos, profissionais da saúde, pacientes diabéticos e pacientes com doença cardiovascular.

Espera-se que esse estudo possa auxiliar no diagnóstico precoce das complicações do diabetes numa abordagem de atenção primária em locais com poucos recursos, e consequentemente possibilitar a redução de custo com exames mais complexos posteriormente.


Introdução
O diabetes é uma doença de alta mortalidade no mundo estando 50% dos acometidos, cerca de 212 milhões de pessoas, sem diagnóstico. Estes indvíduos permanecem por muitos anos com níveis sanguíneos elevados de glicose, o que os predispõem a complicações dessa doença. A hiperglicemia (aumento de glicose no sangue) é a principal causa de doença em pequenos (microvasculopatia) e grandes (macrovasculopatia) vasos saguíneos. Dessa forma, o diabetes pode permanecer por muitos anos num estágio de latência com poucos ou sem sintomas e se apresentar tardiamente, com complicações como cegueira, doença renal, infarto do miocárdio, acidente vascular cerebral ou mesmo morte.

A prevalência global de diabetes é estimada em 425 milhões de adultos, e deverá aumentar para 642 milhões nos próximos 25 anos. O número de brasileiros diagnosticados com diabetes cresceu 61,8% nos últimos 10 anos, passando de 5,5% da população em 2006 para 8,9% em 2016.

No mundo, cerca de 212 milhões (50%) de diabéticos permanecem sem diagnóstico, predispondo-os a complicações em longo prazo da hiperglicemia crônica não tratada.

Além da alta prevalência, o diabetes é um dos principais fatores de risco para doenças cardiovasculares como infarto agudo do miocárdio (IAM), acidente vascular cerebral (AVC) e doença arterial periférica (DAP). Para esse grupo de risco é fundamental o diagnóstico e tratamento precoce. Portanto, o achado de um biomarcador plasmático de fácil dosagem tornará o diagnóstico precoce das complicações do diabetes factível numa abordagem de atenção primária em locais com poucos recursos, e possibilitará a redução de custo com exames mais complexos posteriormente.

O projeto visa determinar o valor prognóstico de biomarcadores do metabolismo tecidual de retinopatia diabética estável e de pacientes com infarto do miocárdio para construir um marcador de risco que possa ser usado de forma isolada ou combinado às características clínicas dos pacientes auxiliando no tratamento precoce destes pacientes.


Métodos

Trata-se de um estudo observacional numa coorte nacional de 300 pacientes divididos da seguinte forma:

150 Diabéticos com Retinopatia

  • Pacientes diabéticos com idade acima de 21 anos que apresentam retinopatia diabética não clinicamente visível; ou microvasculopatia clínica de retina (retinopatia diabética não proliferativa); ou microvasculopatia proliferativa de retina (retinopatia diabética proliferativa).


100 pacientes diabéticos com infarto agudo do miocárdio.

  • Pacientes diabéticos com idade acima de 21 anos com infarto agudo do miocárdio (pelos critérios estabelecidos em protocolo)

 

50 indivíduos saudáveis (controle)

  • Indivíduos com idade acima de 21 anos, sem nenhum relato de doença sabida, internação por doença grave ou em uso de qualquer medicamento.


Todos participantes realizarão exames de sangue além de outros exames previstos e terão acompanhamento previsto de seis meses. 


O desfecho principal do estudo será analise da progressão da doença microvascular retiniana e cardíaca com os níveis de biomarcadores no sangue e urina destes indivíduos.


Resultados

O estudo iniciou em 2018 e será concluído no final de 2020.


Os principais interessados nos resultados são gestores do SUS, médicos, profissionais da saúde com o intuito de garantir diagnóstico precoce de complicações em pacientes diabéticos.


Espera-se que esse estudo possa auxiliar no diagnóstico precoce das complicações do diabetes numa abordagem de atenção primária em locais com poucos recursos, e consequentemente possibilitar a redução de custo com exames mais complexos posteriormente.


Liderança

Bernardete Weber - Associação Beneficente Síria - Hospital do Coração - HCor, São Paulo, SP, http://lattes.cnpq.br/0961819677749530


Leonardo Pinto de Carvalho - Associação Beneficente Síria - Hospital do Coração - HCor, São Paulo, SP, http://lattes.cnpq.br/1015207838703458

Equipe

Comitê diretivo


Alberto Jose da Silva Duarte - Associação Beneficente Síria - Hospital do Coração - HCor, São Paulo, SP, http://lattes.cnpq.br/8085939990750497


Alexandre Biasi Cavalcanti - Associação Beneficente Síria - Hospital do Coração - HCor, São Paulo, SP, http://lattes.cnpq.br/5896571955216852


Antonio Roberto Chacra - Universidade Federal de São Paulo, Unifesp, São Paulo, SP, http://lattes.cnpq.br/1283958068077831


Jean-Paul Kovalik, DUKE-NUS, Cingapura, https://www.linkedin.com/in/jean-paul-kovalik-b506541/


Mark Y. Chan, DUKE-NUS, Cingapura https://www.linkedin.com/in/mark-chan-43097431/?originalSubdomain=sg


Sang Won Han - Universidade Federal de São Paulo, Unifesp, São Paulo, SP, http://lattes.cnpq.br/0069955147703693


Equipe


Angela Cristine Bersch Ferreira - Associação Beneficente Síria - Hospital do Coração - HCor, São Paulo, SP, http://lattes.cnpq.br/2106578666791138


Beatriz Gonzales Pacheco da Silva - Associação Beneficente Síria - Hospital do Coração - HCor, São Paulo, SP, http://lattes.cnpq.br/5464514152493638


Bruna Martins Pereira Vianna - Associação Beneficente Síria - Hospital do Coração - HCor, São Paulo, SP, http://lattes.cnpq.br/8564583657347098


Denise de Moraes Paisani - Associação Beneficente Síria - Hospital do Coração - HCor, São Paulo, SP,http://lattes.cnpq.br/3285718861605561


Ligia Nasi Laranjeira - Associação Beneficente Síria - Hospital do Coração - HCor, São Paulo, SP, http://lattes.cnpq.br/1433691693139316


Lucas Petri Damiani - Associação Beneficente Síria - Hospital do Coração - HCor, São Paulo, SP, http://lattes.cnpq.br/8519500802203429


Nanci Valeis - Associação Beneficente Síria - Hospital do Coração - HCor, São Paulo, SP, https://www.linkedin.com/in/nanci-valeis-833027153/

Colaboração

Centro aprovado até janeiro de 2019:

Universidade Federal de São Paulo, Unifesp, São Paulo, SP



Área Técnica
Coordenação-Geral de Fomento a Pesquisa e Avaliação de Tecnologias em Saúde / Departamento de Ciência e Tecnologia / Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos / Ministério da Saúde (CGFPATS/DECIT/SCTIE/MS)


INDICADORES

CONHEÇA OUTROS PROJETOS
Processando