Qualidade e Segurança em Saúde com Simulação Realística
Hospital Israelita Albert Einstein

Qualidade e Segurança em Saúde com Simulação Realística
Segurança do Paciente
2018-2020

Qualidade e Segurança em Saúde com Simulação Realística
Resumo

 O presente projeto visa dotar de capacidade e aperfeiçoar a atuação de gerentes de risco dos hospitais, profissionais de saúde, gestores de áreas (indicados conforme critérios elaborados pela ANVISA e Ministério da Saúde) de acordo com as funções desempenhadas no âmbito da atenção ao paciente.

Serão realizadas 15 turmas no triênio, 5 turmas por ano, em dois dias, perfazendo 16 horas de duração cada turma. Os conteúdos serão ofertados na modalidade presencial a profissionais de todo território nacional - no Centro de Simulação Realística do Hospital Albert Einstein - organizados conforme descrição abaixo.

As turmas serão compostas por 40 vagas, destinadas às instituições credenciadas à Rede Sentinela. Fica sob responsabilidade da área de Vigilância Sanitária, Ministério da Saúde e/ou Gerência Geral de Monitoramento de Produtos Sujeitos à Vigilância Sanitária - GGMON realizar agrupamento dos indicados para o curso e enviar para o HIAE.

O curso terá dois dias de duração, com 40 participantes por curso, subdivididos em grupos de no máximo 10 alunos para realizar as atividades com simulação.



Introdução

O presente projeto visa promover e apoiar a implementação de iniciativas voltadas à Segurança do Paciente em diferentes áreas da atenção, organização e gestão de serviços de saúde, por meio da oferta de conteúdos teóricos e práticos voltados para o fortalecimento e implantação da gestão de risco e do papel dos Núcleos de Segurança do Paciente nos estabelecimentos de saúde.

É sabido que a qualidade da assistência e a segurança do paciente tem sido alvo de atenção e investimentos na última década em consequência, principalmente, dos resultados demonstrados pela publicação To Error Is Human: Building a Safer Health Suystem, do Institute of Medicine (IOM), dos Estados Unidos da América (EUA). O estudo demonstrou, por meio de resultados de pesquisas, que cerca de 98.000 pessoas morrem anualmente em decorrência de falhas na assistência à saúde.

Somam-se a isso, os dados da Organização Mundial da Saúde os quais apontam que cerca de um em cada dez pacientes no mundo é vítima de erros e eventos adversos (EA) evitáveis durante a prestação de assistência à saúde.

Nesse aspecto, uma estratégia para minimizar e prevenir a ocorrência de erros e EA é a educação, tanto dos pacientes, como dos profissionais de saúde. A educação do paciente e de seus familiares permite que estes participem melhor do seu cuidado e que tomem decisões bem informadas. A educação do profissional de saúde consiste em um desafio constante para os órgãos formadores de profissionais e de prestação da assistência, já que a área da saúde requer profissionais bem preparados tecnicamente e sensíveis às questões de segurança, uma vez as instituições podem apresentar dificuldades relativas a aspectos estruturais e, processuais e financeiros, nos diferentes cenários da assistência à saúde.



Métodos

Para o desenvolvimento dos conteúdos serão utilizadas as seguintes estratégias:

 - Aulas teóricas: ministradas por profissionais que trabalham no Hospital Albert Einstein que possuem a expertise na área.

 

 - Simulação realística: metodologia de treinamento inovadora, apoiada por tecnologias de alta complexidade e que por meio de cenários replica experiências da vida real e favorece um ambiente participativo e de interatividade.  Os treinamentos que adotam essa metodologia utilizam simuladores de realidade virtual, simuladores de pacientes (robôs), manequins estáticos e atores profissionais em instalações que criam um ambiente semelhante a um hospital-virtual ou a ambientes pré-hospitalares favorecendo treinamentos práticos (hands on). Por meio de cenários replica experiências da vida real, favorecendo um ambiente interativo e de comunicação, seguidos da sessão de debriefing.

Nesse aspecto, o Centro de Simulação Realística (CSR) do Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein (IIEPAE) oferece treinamentos que simulam condições reais no qual um determinado procedimento ou comportamento deverão ser empregados, propiciando melhor retenção da informação. Cabe destacar que o CSR/IIEPAE é o mais moderno e o primeiro em sua categoria na América Latina destacado pela alta tecnologia com infra-estrutura digitalizada, com instrutores habilitados a capacitar outros instrutores em simulação realística e desenvolvimento e oferta de novos cursos utilizando simulação realística. É o primeiro centro de Simulação acreditado pela Society for Simulation in Healthcare na América do Sul.

- Práticas Monitoradas: Treino de habilidades práticas e revisão de conceitos.

 

- Literatura de apoio: Indicação de artigos preparatórios que contemplam os conteúdos ofertados para figurar como material prévio e posterior ao curso.

 

- Acesso aos conteúdos ministrados: Após a realização de cada aula, os materiais e projeções utilizados são enviados por meio de correio eletrônico.



Resultados
  • Taxa de aquisição de conhecimento: é a média entre o pré e pós-teste realizada pelo profissional. O resultado é expresso em porcentagem. Espera se que esta média seja acima de 15%;
  • Taxa de aproveitamento de vagas: é o resultado de aproveitamento das vagas, levando em consideração a quantidade de inscritos e a quantidade de presentes. É desejável que este valor seja acima dos 90% de vagas ocupadas;
  • Avaliação de reação do curso: questionário preenchido pelo participante para avaliar a qualidade do curso. A meta será obtermos 90 % de bom/excelente.


Liderança
 Joyce Kelly Barreto - Hospital Israelita Albert Einstein, São Paulo, SP - Linkedin
 Maitê Augusta Correa Costa Rossetto - Hospital Israelita Albert Einstein, São Paulo, SP - Linkedin


Equipe
Priscilla Cerullo Hashimoto - Hospital Israelita Albert Einstein, São Paulo, SP - Linkedin
Analuiza Ribeiro da Silva - Hospital Israelita Albert Einstein, São Paulo, SP - Linkedin
Midia Martinez Matias - Hospital Israelita Albert Einstein, São Paulo, SP - Linkedin
Verônica Borsaro Rosa - Hospital Israelita Albert Einstein, São Paulo, SP
Glayce do Nascimento Lopes de Paula - Hospital Israelita Albert Einstein, São Paulo, SP
Elisabeth Cristina Araujo - Hospital Israelita Albert Einstein, São Paulo, SP
Olivia Cristiane Nascimento Silva - Hospital Israelita Albert Einstein, São Paulo - SP
Alex Anastacio Aquino - Hospital Israelita Albert Einstein, São Paulo - SP
Tatiane Evangelista Oliveira - Hospital Israelita Albert Einstein, São Paulo - SP

Colaboração
Beatriz Bonadio Aoki - Hospital Israelita Albert Einstein, São Paulo, SP
Fernanda Pahim Santos - Hospital Israelita Albert Einstein, São Paulo, SP - Linkedin
Dourival Sabino Gomes Filho - Hospital Israelita Albert Einstein, São Paulo, SP - Linkedin
Renato Tanjoni - Hospital Israelita Albert Einstein, São Paulo, SP - Linkedin
Silvia Lefone Milan - Hospital Israelita Albert Einstein, São Paulo, SP - Linkedin
Kauê Kamia de Menezes - Hospital Israelita Albert Einstein, São Paulo, SP - Linkedin


Área Técnica
Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)

INDICADORES

CONHEÇA OUTROS PROJETOS
Processando