Consórcio nacional para mensuração de desfechos em saúde
Hospital Moinhos de Vento

Consórcio nacional para mensuração de desfechos em saúde
Indicadores
2018-2020

Consórcio nacional para mensuração de desfechos em saúde
Resumo
Valor em saúde atualmente pressupõe entregas de maior qualidade a um menor custo por prestadores. A mensuração de indicadores em saúde é fundamental para monitorar a qualidade da assistência fornecida pelas instituições e serviços, apontando lacunas para o aprimoramento e gerando maior eficiência do setor.

Atualmente, no Brasil, não há um programa de coleta e monitoramento de indicadores padronizado e instituído em todos os hospitais.

Este projeto, sob liderança da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e com a participação dos Hospitais de Excelência, propõe-se a construir um painel de indicadores validados e a desenvolver uma ferramenta de coleta e monitoramento, que será implantada em hospitais filantrópicos e privados.

O painel de indicadores é dividido em gerais e específicos. Os indicadores gerais estão distribuídos nos domínios efetividade, eficiência e segurança, e sua escolha é baseada em evidências da literatura nacional e internacional. Os indicadores específicos estão subdivididos em cinco linhas de cuidado, considerando as doenças mais prevalentes na população brasileira e que estão associadas à qualidade hospitalar.

O projeto se encontra em execução estabelecendo os indicadores e selecionando os hospitais participantes. Espera-se que a iniciativa fomente a busca por qualificação e organização da qualidade assistencial dos hospitais não públicos do Brasil, permitindo a construção de bases de dados para estimular a agenda de remuneração baseada em desfechos.


Introdução
Indicadores em saúde são recursos fundamentais para avaliar e monitorar a qualidade da assistência prestada pelos serviços de saúde. Inúmeros sistemas de saúde no mundo utilizam programas consolidados de indicadores que permitem comparações quanto a qualidade assistencial. Além disso, alguns países instituíram programas que permitem a escolha dos melhores prestadores através do resultado dos indicadores, possibilitando identificar pontos de aprimoramento e desenvolvimento de políticas baseadas em desempenho. 

No Brasil, um dos maiores esforços para desenvolver um programa nacional de indicadores foi realizado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar, por meio do Programa de Qualificação dos Prestadores de Serviços na Saúde – PMQUALISS. O programa prevê a avaliação e o monitoramento das práticas assistenciais através de indicadores padronizados. Entretanto, verificou-se a necessidade de uma atualização do painel de indicadores e do desenvolvimento de uma ferramenta para consolidação e gestão dos dados, a qual possa ser disponibilizada para os hospitais.
Nesse âmbito, o projeto propõe-se a, juntamente com a ANS e com os demais Hospitais de Excelência, desenvolver e implantar uma ferramenta de coleta e monitoramento de indicadores, bem como atualizar o painel do PMQUALISS, considerando as condições de saúde mais prevalentes na realidade brasileira.


Métodos
Para execução deste projeto, realizou-se revisão da literatura, levando-se em consideração produções acadêmicas e bibliografia de agências relevantes. A partir dessa revisão, uma lista de indicadores de qualidade foi elaborada para discussão e definição do painel geral. Um Comitê Gestor composto por especialistas integrantes do Hospital Moinhos de Vento (HMV), representantes da ANS, dos hospitais de excelência e de sociedades médicas, foi estabelecido para a seleção dos indicadores.
Utilizou-se o método RAND para guiar o processo de seleção e eleger os indicadores a partir de critérios como factibilidade, relevância e validade, parâmetros fundamentais para a escolha de indicadores adequados.
Além do painel de indicadores gerais, cinco linhas de cuidado foram definidas pelo Comitê Gestor, com base nas doenças mais prevalentes na população brasileira, de acordo com estimativas do Global Burden of Disease, condições essas para as quais a qualidade do cuidado intra-hospitalar se traduz em desfechos para os pacientes.
As linhas de cuidado validadas pelo Comitê Gestor foram compostas pelas seguintes patologias:
 
- Síndrome coronariana aguda;
- Acidente vascular cerebral;
- Câncer de mama e próstata;
- Artropatia do quadril;
- Sepse.
 
Para cada linha de cuidado, um conjunto de indicadores específicos é escolhido. Esse processo conta com o auxílio de subcomitês compostos por especialistas de cada patologia, os quais são corresponsáveis pela seleção dos indicadores e pelo acompanhamento dos resultados.
No total, cerca de 60 indicadores estão sendo selecionados para implementação em um conjunto de 12 hospitais filantrópicos e privados de todo o Brasil. Os hospitais selecionados recebem acesso a uma plataforma exclusiva, desenvolvida no âmbito do projeto, para coleta e visualização dos dados. A plataforma digital permite o acompanhamento dos resultados individuais e coletivos dos hospitais participantes, ajustados para características de risco, por meio de relatórios validados.


Resultados
O projeto se encontra em execução, estabelecendo os indicadores e selecionando os hospitais participantes. A partir dessa iniciativa, espera-se que as instituições prestadoras de saúde aprimorem seus serviços, fomentando a busca por qualificação e organização das atividades que desenvolvem diariamente no âmbito da assistência em saúde. É esperado que o aumento da disponibilidade de informações sobre a qualidade dos serviços de saúde proporcione maior poder de avaliação e escolha aos beneficiários de saúde e à sociedade em geral, além de colaborar com o estabelecimento de políticas de remuneração baseada em desfechos.


Liderança

Ruchelli França de Lima – Hospital Moinhos de Vento, Porto Alegre - Lattes



Equipe

Responsabilidade Técnica

Luiz Antônio Nasi – Hospital Moinhos de Vento, Porto Alegre – Lattes
Carisi Anne Polanczyk – Hospital Moinhos de Vento, Porto Alegre – Lattes

Equipe

Márcia Polese Bonatto – Hospital Moinhos de Vento, Porto Alegre – Lattes
Débora Dalmas Gräf  – Hospital Moinhos de Vento, Porto Alegre – Lattes
Magda Carla Ouriques Martins – Hospital Moinhos de Vento, Porto Alegre –  Lattes



Colaboração

Hospital Albert Einstein
Hospital Alemão Oswaldo Cruz
Hospital do Coração
Hospital Sírio Libanês
Sociedade Brasileira de Medicina Hospitalar



Área Técnica
GEEIQ / DIDES -  Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS)

INDICADORES

6
Profissionais envolvidos
com pesquisa
53
Profissionais envolvidos
com projetos de gestão
CONHEÇA OUTROS PROJETOS
Processando