Resumo

A projeção da Organização das Nações Unidas (ONU) para os próximos 30 anos é que a população idosa   em todo o mundo mais do que duplique, elevando paramais de 1,5 bilhão de idosos  em 2050. Cerca de 80% deles viverão em países de baixa e média renda.

No Brasil, segundo levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população idosa cresceu de 4,8 milhões em 2012, para 30,2 milhões de idosos em 2017. E, de acordo com o Ministério da Saúde, cerca de 75% dessa população depende exclusivamente do SUS para atendimento em saúde.

Diante desse cenário, os serviços oferecidos nas Redes de Atenção à Saúde (RAS) devem ser organizados de forma a promover um cuidado voltado às necessidades biopsicossociais dos idosos, de forma integrada e continuada, para que se tenha efetividade e resolutividade na assistência oferecida.

Cada vez mais se torna necessário implantar protocolos de atendimento no SUS, bem como um modelo de atenção integral ao idoso em território nacional. Dessa forma, o Projeto  Atenção Integral  à Saúde da Pessoa Idosa busca capacitar profissionais da área da saúde para que seja possível equalizar a qualidade do serviço especializado oferecido à pessoa idosa em todas as regiões do país.

O projeto envolve o Ministério da Saúde, as áreas gerenciais do SUS, as equipes de profissionais da rede de atenção primária à saúde (APS) e o Ambulatório de Geriatria da Unidade Vila Mariana da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein.


Introdução

Para o triênio 2021-2023 , foi proposta a capacitação dos profissionais da APS  atuantes em todo o país. 

A proposta do projeto é disponibilizar um Curso de Ensino à Distância e Teleconsultoria para profissionais da APS, com objetivo de instrumentalizar as equipes de saúde para o atendimento à pessoa idosa, fortalecendo a proposta do modelo de atenção integral à saúde e as orientações técnicas para a implementação da linha de cuidado para atenção integral à saúde da pessoa idosa no SUS do Ministério da Saúde.

Principais objetivos:

  • Instrumentalizar as equipes de saúde da APS a estabelecer estratégias e a desenvolver planos de cuidados singulares, tendo a “Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa” como instrumento de auxílio para a realização da avaliação multidimensional;
  •  Apoiar e aprimorar o conhecimento geriátrico e gerontológico da equipe de profissionais da APS;
  • Capacitar os profissionais da APS quanto ao manejo do idoso com múltiplas necessidades;
  • Capacitar por meio de curso de EaD e Teleconsultoria as 27 unidades federativas do Brasil.

  • Métodos

    O Projeto contempla um curso de Educação à Distância sobre geriatria e gerontologia com 04 módulos de carga-horária de 30h/aula cada, conduzido pela equipe de Ensino à Distância Einstein e autores da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein (SBIBAE). O participante terá acesso, em ambiente virtual, à plataforma de aprendizagem com todo conteúdo proposto, acompanhamento do professor-tutor e, se aprovado, certificado por módulo. A cada módulo, haverá dois encontros virtuais, mediados por tutores da equipe especialista do projeto e/ou docentes referência na temática abordada, nos quais será possível discutir conceitos relacionados ao envelhecimento e à Covid-19, como prevenção, manejo, cuidados com a pessoa idosa pós-covid e identificação e manejo de sequelas.

    Estão previstas também teleconsultorias síncronas que serão realizadas com periodicidade trimestral, no formato de webconferências ao vivo, e teleconsultorias assíncronas  realizadas por meio de ferramentas como e-mail e aplicativos de mensagens para esclarecimento de eventuais dúvidas dos profissionais.


    Resultados

    .


    Equipe

    • Hospital Israelita Albert Einstein

      Liderança

      Sandra Alves Barbosa - Hospital Israelita Albert Einstein, São Paulo, SP


      Equipe Adriane Kiyoko Teruya - Hospital Israelita Albert Einstein, São Paulo, SP Ana Beatriz Galhardi Di Tommaso - Hospital Israelita Albert Einstein, São Paulo, SP - Lattes Flávia Renata Fratezi - Hospital Israelita Albert Einstein, São Paulo, SP - Lattes Leonardo José da Silva - Hospital Israelita Albert Einstein, São Paulo, SP - Lattes Sibelle de Almeida Tierno - Hospital Israelita Albert Einstein, São Paulo, SP - Lattes Simone Borges Fuster Leiva - Hospital Israelita Albert Einstein, São Paulo, SP Miriam Di Giovanni - Hospital Israelita Albert Einstein, São Paulo, SP - Lattes Nathália Catharino Zaccaria - Hospital Israelita Albert Einstein, São Paulo, SP - Lattes
      Colaboração Secretaria Estadual de Saúde da Bahia, BA Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Norte, RN Secretaria Estadual de Saúde do Amazonas, AM Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Sul, RS Secretaria Estadual de Saúde de Goiás, GO Secretaria Municipal de Saúde de Feira de Santana, Bahia, BA Secretaria Municipal de Saúde de Salvador, Bahia, BA Secretaria Municipal de Saúde de Natal, Rio Grande do Norte, RN Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia, Goiânia, GO Secretaria Municipal de Saúde de Palmas, Tocantins, TO Secretaria Municipal de Saúde de Manaus, Amazonas, AM Secretaria Municipal de Saúde de Tapiratiba, São Paulo, SP Secretaria Municipal de Saúde de Bento Gonçalves, Rio Grande do Sul, RS   Amanda Alves Vidal – Hospital Israelita Albert Einstein, São Paulo, SP - Linkedin Fernanda Pahim Santos - Hospital Israelita Albert Einstein, São Paulo, SP - Linkedin Renato Tanjoni - Hospital Israelita Albert Einstein, São Paulo, SP - Linkedin Tamires Prodocimo Cunha - Hospital Israelita Albert Einstein, São Paulo, SP - Linkedin Kauê Kamia de Menezes - Hospital Israelita Albert Einstein, São Paulo, SP - Linkedin
      Área Técnica

      Ministério da Saúde, Coordenação de Saúde da Pessoa Idosa, Departamento de Ações Programáticas Estratégicas da Secretaria de Atenção Primária à Saúde (COSAPI/DAPES/SAPS)


    Conheça outros Projetos_