Resumo

As doenças cardiovasculares são a causa número um de mortes em todo o mundo. No Brasil, cerca de 14 milhões de pessoas são acometidas por algum tipo de doença no coração, segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC). Devida sua alta incidência, em especial nos centros urbanos, a maioria desses casos são atendidos pelo sistema público de saúde. A assistência qualificada aos pacientes com essas enfermidades, da atenção primária até a terciária, com bases científicas e de maneira sistematizada, pode contribuir para a diminuição desse índice.  

Visando capacitar os profissionais do Sistema Único de Saúde para o tratamento dos cidadãos com essas enfermidades no SUS, o curso de Residência Multiprofissional em Saúde em Atenção Cardiovascular forma equipes interprofissionais com conhecimentos técnico-científicos e raciocínio crítico-reflexivo, orientados pelo trabalho colaborativo e desenvolvimento de boas práticas de segurança, cuidado e atenção aos pacientes.    


Introdução

A iniciativa teve início em 2019 e é resultado de uma cooperação entre os Ministérios da Saúde e da Educação, além de contar com a participação do Departamento de Planejamento e Regulação da Provisão de Profissionais de Saúde, da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES/MS).  

As Residências Multiprofissionais em Saúde são orientadas pelos princípios e diretrizes do SUS, tendo em vista as necessidades e realidades locais e regionais, e abrangem diversas profissões da área da saúde – como enfermagem, farmácia, fisioterapia, fonoaudiologia, nutrição e psicologia. Cada turma tem duração de 24 meses, em regime de dedicação integral e exclusiva, com carga horária total de 5.760 horas, sendo 80% de atividades práticas e 20% teóricas. 

O projeto contribui com a formação de equipes profissionais multidisciplinares, tendo como base a replicação e compartilhamento de evidências científicas e o desenvolvimento de conhecimentos técnicos e avaliações críticas-reflexivas, orientadas para a segurança do cuidado ao paciente, dessa forma, melhorando a qualidade da atenção à saúde prestada no país. 

Durante o curso, os alunos são instruídos a reconhecer o local de trabalho como um espaço produtor de saberes interdisciplinares, pelo desenvolvimento de melhores práticas e convívio com profissionais de formações diversas, replicando o contexto real dos serviços de saúde. A adoção dessa estratégia potencializa a aprendizagem, habilidades e competências dos profissionais, além de favorecer a produção de novos conhecimentos e melhor compreensão das necessidades de saúde das pessoas atendidas e organizações do sistema de saúde.  


Métodos

Toda a estrutura curricular contempla uma prática assistencial baseada no princípio do SUS de integralidade do cuidado, tendo em vista à diversidade, pluralidade e complexidade da realidade do serviço de saúde.  

 

O currículo é ancorado em uma abordagem de construção de conhecimento, o que incentiva uma postura crítica, reflexiva e criativa entre os alunos. Todas as atividades são fundamentadas em análises de situação-problema e incluem:   

 

  • Simulações realísticas 

  • Aula expositiva dialogada;  

  • Discussão de casos clínicos; 

  • Práticas em cenários diversificados; 

  • Estudo dirigido; 

  • Trabalho de Conclusão de Curso (TCC);  

  • Atividades complementares (Estágio eletivo prático);  


  • Resultados

    O projeto foi aprovado em dezembro de 2018 e envolve o Departamento de Planejamento e Regulação da Provisão de Profissionais de Saúde da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde.  

    Prevê a formação de 36 profissionais que ocorrerá em duas Turmas de Residentes, sendo a primeira Turma com ingresso em 2019 e a segunda com ingresso em 2020. Cada Turma tem duração de 24 meses, em regime de dedicação integral, com carga horária total de 5.760 horas, sendo 80% de atividades práticas e 20% destinada para a formação teórica e teórico-prática).

    Para o Triênio 2021-23, o projeto prevê a formação de 36 profissionais  com ingresso de 18 residentes em 2021  e 2022 em 06 áreas profissionais: Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Nutrição e Psicologia, sendo 03 profissionais para cada área específica.  

    Cada Turma tem duração de 24 meses, em regime de dedicação integral e exclusiva, com carga horária total de 5.760 horas, sendo 80% de atividades práticas e 20% teóricas. 


    Equipe

    • Hcor

      Liderança

      Cleusa Ramos- Associação Beneficente Síria - Hospital do Coração - HCor, São Paulo, SP,     

       

      Gizelda Monteiro da Silva - Associação Beneficente Síria - Hospital do Coração - HCor, São Paulo, SP, http://lattes.cnpq.br/2505797172646870 

       


      Equipe

      Stefanie Dechen- Associação Beneficente Síria - Hospital do Coração - HCor, São Paulo, SP.   

      Sidney Marcel Domingues  - Associação Beneficente Síria - Hospital do Coração - HCor, São Paulo, SP   http://lattes.cnpq.br/9113256480645422

       

      Silvia Maria Cury Ismael - Associação Beneficente Síria - Hospital do Coração - HCor, São Paulo, SP, http://lattes.cnpq.br/0715956652398451

       


      Colaboração

      Consultoria pedagógica: 

      Marilda Siriani de Oliveira - Associação Beneficente Síria - Hospital do Coração - HCor, São Paulo, SP, http://lattes.cnpq.br/9577302545049118

       


      Área Técnica

      Departamento de Planejamento e Regulação da Provisão de Profissionais de Saúde / Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde / Ministério da Saúde (DEPREPS/SGTES/MS) 

       


    Conheça outros Projetos_